quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Itamar Zwarg concede entrevista à Rádio Anchieta



Na quarta-feira 30 de novembro de 2016, o Presidente do IEZ Itamar Zwarg concedeu uma entrevista ao programa Egbé na Rádio, transmitido pela Rádio Anchieta de Itanhaém. A entrevista teve início as 10h da manhã e abordou vários temas, como a história de Ernesto Zwarg, questões ambientais do município, e o trabalho desenvolvido pelo IEZ.

A entrevista completa pode ser conferida no vídeo abaixo:



ITAMAR ERNESTO MARTINS ZWARG
Presidente

FRANCESCO ANTONIO PICCIOLO
1º Secretário 



quarta-feira, 16 de novembro de 2016

IEZ participa de projeto com alunos da UNICAMP


Incursão do IEZ na Estação Ecológica da Juréia em projeto de parceria com alunos do 4º ano de Engenharia da UNICAMP do Campus Limeira com o apoio da Fundação Florestal - 29 de Outubro a 02 de Novembro - Escrevendo a história das Usinas Nucleares.








ITAMAR ERNESTO MARTINS ZWARG
Presidente

FRANCESCO ANTONIO PICCIOLO
1º Secretário

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

CONVOCAÇÃO PARA ELEIÇÃO! ASSEMBLÉIA GERAL!


O Instituto Ernesto Zwarg,fundado em 29/09/2010, com base no artigo 31 e seguintes previstos em seu Estatuto, devidamente registrado no Registro Cilvil de Pessoas Jurídicas e de Títulos e Documentos de Itanhaém/SP, mediante esta publicação, vem convocar seus integrantes da atual diretoria e todos os seus associados, para a reunião da ASSEMBLÉIA GERAL ordinária e extraordinária, a ser realizada no próximo dia 27 ( Vinte e Sete ) de Outubro de 2016 ( dois mil e dezesseis ), às 19:00 hs, com previsão de segunda chamada às 19:30 hs, no endereço sito à Rua Capitão Manoel Bento, nr 325, Centro, em Itanhaém/SP, cuja pauta elencamos à seguir:

1) Eleição da diretoria para o próximo biênio 2017/2018, conforme chapa abaixo:

DIRETORIA:

Presidente: ITAMAR ERNESTO MARTINS ZWARG;Vice-Presidente: MARCELO MARTINS ZWARG; 1º Secretário: FRANCESCO ANTONIO PICCIOLO; 2º Secretário YMORIAN VILELA ZWARG; 1º Tesoureiro: MARATI MARTINS ZWARG; 2º Tesoureiro JOSÉ MIGUEL HENRIQUE;

CONSELHO FISCAL:

Presidente: ELÓI CONCEIÇÃO MARQUES; 1º Conselheiro: MARIA IZA PATUCCI MARQUES; 2º Conselheiro: TICIANA ZWARG DIAS BIANCHI.
2) Alteração do endereço sede do Instituto Ernesto Zwarg - IEZ para a Rua Capitão Manoel Bento, nº 325, Centro, em Itanhaém/SP;
3) Alteração dos artigos 25 e 26 do Estatuto vigente, alterando o prazo de eleição da nova diretoria e conselho fiscal de 02 ( dois ) anos, para o período de 04 ( quatro ) anos.

ASSINADO:

À DIRETORIA!


MARCELO MARTINS ZWARG - PRESIDENTE IEZ

ITAMAR ERNESTO MARTINS ZWARG - 1º SECRETÁRIO

ITANHAÉM/SP, 21 de OUTUBRO de 2016.

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Lixo na Natureza


"Sejam todos benvindos ao Mosaico da Jureia. Somos os moradores deste lugar paradisíaco e temos muito a mostrar de que forma cuidamos deste habitat natural". Praia do Carambore-RDS.



ITAMAR ERNESTO MARTINS ZWARG
1º Secretário

FRANCESCO ANTONIO PICCIOLO
Secretário  de Comunicação

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

11 de Setembro 6 anos de Instituto Ernesto Zwarg

 
Neste mês de Setembro, mais precisamente no dia 22, estaremos celebrando a entrada da primavera, a estação das flores, como é conhecida. Entretanto, diversos eventos voltados ao meio ambiente merecem a nossa atenção: dia 03 comemora-se o dia do Biólogo; dia 05 o dia da Amazônia, dia 11 o dia nacional do Cerrado; dia 16 o dia inter-nacional da camada de ozônio; dia 20 o dia internacional da limpeza de praia; dia 21 o dia da árvore e por último, temos a comemoração no dia 22, em defesa da fauna brasileira.

Talvez por coincidência do des-tino, foi num domingo ensolarado, no dia 11 de Setembro de 2010, que foi fundado o Instituto Ernesto Zwarg - IEZ, na sede da Estância São Camilo, no bairro do Suarão, em Itanhaém. O instituto, que leva o nome do inesquecível professor Ernesto Zwarg Junior, tem como seus principais pilares a defesa do meio ambiente, a educação ambiental e a cultura geral. Comemoraremos seis anos de atividades, juntamente com o dia nacional do Cerrado. Entretanto, apesar das mudanças na legislação e de uma maior conscientização de alguns setores empresariais e parte da so-ciedade organizada, ainda temos muito a avançar, no sentido da ne-cessidade em se aplicar nos ensinos básicos a conduta da preservação ambiental.

O que mais tem aumentado nos últimos anos, em termos de polui-ção visual e nociva ao meio am-biente, é o lixo produzido pelas indústrias, lançados indiscrimina-damente no mar, afetando a fauna e a flora marinhas. E o que mais tem contribuído para que essa agressão produza impactos incalculáveis, no que diz respeito ao futuro do planeta, é a falta de uma política de controle e acompanhamento ao retorno do produto; é a falta de cultura e sensibilidade estatal e o completo desconhecimento e alienação da população em geral, com suas di-versas exceções, é claro.

Toneladas de lixo viajam através das correntes marítimas, instalando-se nas orlas marítimas, canais de rios e manguezais. Esse lixo, produzido na sua maioria pela indústria, chega aos consumidores, através dos supermercados e outros meios de aquisição. Neste cenário, podemos destacar 3 pontos principais poluidores do meio ambiente:

• As embarcações marítimas e portuárias, nacionais e internacio-nais, comerciais ou particulares, profissionais de pesca, entre ou-tras, que lançam todos os tipos de objetos ao mar, sem sofrerem qualquer tipo de controle nesse sentido;
• A população ribeirinha, que ocupa as margens dos rios de for-ma aleatória e irregular, que despeja sua produção de forma precária ao alcance das marés, no qual o poder público não alcança para realizar a coleta de lixo;
• Os diversos turistas que vem às praias do nosso litoral em fins de semana, que abandonam tudo que trazem, na maioria das vezes: latas, copos, fraldas descartáveis, sacolas plásticas, entre outros.

Somente um elaborado progra-ma de Educação Ambiental, cujo objeto contemple os diversos seg-mentos da pirâmide social, será capaz de modificar o nosso futuro, no sentido de preservar a vida, a água, a fauna e a flora do nosso planeta. Pensem nisso!

Itamar Ernesto Martins Zwarg
1º Secretário
http://iez.org.br/

Fonte: Jornal Egbé - A Voz da Comunidade, Itanhaém, Setembro de 2016, Edição 04 ano 01.
http://www.jornalegbe.com/

sábado, 9 de julho de 2016

Bruno Zwarg é Homeageado pela AIL



Foi realizada na sexta-feira 24 de junho uma atividade cultural em homenagem ao cantor, poeta, compositor e escritor Antonio Bruno da Rocha Zwarg. A homenagem foi organizada pela Academia Itanhaense de Letras (AIL), e ocorreu no Espaço Casa da Praia no bairro Satélite em Itanhaém. Bruno Zwarg faleceu no dia 10 de Junho aos 92 anos de idade na cidade de São Paulo, e foi sepultado no cemitério da Paz.

A Academia Itanhaense de Letras prestou sua homenagem em forma de sarau, o pianista Denizard Rivail Velloso se encarregou de tocar músicas compostas por Bruno Zwarg, e também outras compostas com seus irmãos Ernesto e Tino. Algumas pessoas declamaram poemas escritos por Bruno, e foram distribuídas ao público presente pequenos pedaços de papel, com trechos de composições de Bruno Zwarg, que eram lidas por cada pessoa.

Ubiratan Zwarg filho de Bruno, estava presente junto com seu filho Mauro Zwarg, e foi convidado a falar um pouco sobre a vida e obra de seu pai. Em seguida Itamar Zwarg também prestou sua homenagem, e lembrou do trabalho do IEZ de manter viva a memória dos irmãos Zwarg, bem como tornar acessível materiais como músicas, letras, imagens, e artigos jornalísticos através dos sites do instituto.

O Instituto Ernesto Zwarg agradece a Academia Itanhaense de Letras pela bela homenagem prestada a Bruno Zwarg, que partiu deixando um grande legado, que permanecerá vivo por muitas gerações.





MARCELO MARTINS ZWARG
Presidente

FRANCESCO ANTONIO PICCIOLO
Secretário  de Comunicação

quarta-feira, 8 de junho de 2016

REPRESENTAÇÃO 0336/2016 MP PERUÍBE



http://4.bp.blogspot.com/-RP7JkA7wp1g/VyDKX16SJ4I/AAAAAAAAArA/qJylxFSmOu8n5Qj_Z70bat-DlUSgCyMmwCK4B/s1600/logo_instituto_ernesto_zwarg.png

Exmo Senhor
Thiago Alcoocer Marin
Promotoria do Meio Ambiente da Comarca de Peruíbe


           O INSTITUTO ERNESTO ZWARG – IEZ, cadastrado sob o CNPJ 12.651.045/0001-05, fundado em 11/09/2009, com sede à Rua Jácomo Fajardo, nº 295, Centro, em ITANHAÉM/SP, neste ato representado por seu PRESIDENTE, o Sr. MARCELO MARTINS ZWARG, portador do RG 8.699.991-6 SSP/SP e CPF 801.759.618-91, residente e domiciliado na Rua Clemente Martins Ré, bairro da Vila São Paulo, em Itanhaém/SP, no uso de suas atribuições previstas no seu ESTATUTO, resolve:

 Representar em face da PREFEITURA MUNICIPAL DA ESTÂNCIA BALNEÁRIA DE PERUÍBE, com sede na Rua Nilo Soares Ferreira, nº 50 – Centro, em Peruíbe/SP e contra o IPHAN – INSTITUTO DE PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL, com sede na Av. Angélica, nº 626 - Bairro Santa Cecília - CEP: 01228-000 - São Paulo/SP, em razão dos fatos e fundamentos de direito que apresentamos a seguir:

  “AS RUÍNAS DO ABAREBEBÊ, considerada uma das 1as Igrejas do Brasil”

         O monumento histórico, tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico e Artístico (CONDEPHAT) em 1979, faz parte do patrimônio turístico e cultural da cidade de Peruíbe, um patrimônio do Brasil..

           Construída por volta de 1530, na antiga vila de Iperoig, hoje constituída como a cidade de Peruíbe, no Estado de São Paulo, Brasil, a Igreja do Abarebebê, como é conhecida, foi feita de argila e pedras pelos índios catequizados pelos jesuítas e é considerada a igreja mais antiga do Brasil.

            Abarebebê era o nome em tupi-guarani, que significa “o padre voador”, que os índios deram ao padre jesuíta Leonardo Nunes, que segundo a lenda e os relatos indígenas, esse homem, que andava rápido e parecia que voava por estar em lugares tão distantes e diferentes ao mesmo tempo. Apesar do pouco tempo que fico no Brasil, por volta de 1860, seu nome ficou como referência do local, pelos indígenas das tribos Tupy e Guarany.

        Ocorre que, apesar de todo um trabalho de tombamento e preservação elaborado pelo CONDEPHAT já em 1979, o monumento encontra-se em completo abandono pelo poder público local, conforme podemos comprovar pelas fotos que ilustram esta breve petição endereçada ao Ministério Público.

            O local foi completamente vandalizado por usuários de drogas em razão da falta da presença dos agentes públicos. Além dos prejuízos causados as instalações de recepção ao turista, o monumento vem decrescendo gradativamente em razão do vandalismo e devido à constante ação de retirada das pedras que constituíram o que hoje resta do monumento histórico no local. 

            Recentemente, um professor universitário oriundo de São Paulo, ao visitar o local, sentindo-se incomodado e indignado com tal situação, notificou através de correspondência o CONDEPHAT em São Paulo, que providencialmente notificou a Prefeitura Municipal de Peruíbe, sem entretanto lograr êxito nesta sua demanda, haja vista nenhuma providência tenha sido notada.

           O acúmulo de lixo no local envergonha o munícipe, além da falta de zelo no tocante à manutenção do local e seu correto funcionamento, uma vez que o monumento encontra-se completamente abandonado. Foram colocados recentemente correntes e cadeados nos portões de entrada que dão acesso ao centro receptivo para o visitante, porém as grades de proteção estão quebradas, o que facilita a depredação por vândalos. Não obstante, a ausência dos agentes públicos no local revelam um cenário fantasmagórico, demonstrando o descaso e o desrespeito com a História da fundação da cidade, que remonta a época do Descobrimento do Brasil.

          Dessa forma, e diante da gravidade da situação que verificamos no local, o INSTUTUTO ERNESTO ZWARG – IEZ vêm respeitosamente solicitar a essa Promotoria, com base na Lei 3924/61, que trata da Proteção do Patrimônio Cultural Brasileiro, assim como os princípios e os fundamentos legais previstos em nossa Carta Magna, a CONSTITUIÇÃO FEDERAL DA REPÚBLICA DO BRASIL e a LEI AMBIENTAL 9605/98, com ênfase na Portaria IPHAN 230/02, que compatibiliza a preservação do patrimônio arqueológico, que o MINISTÉRIO PÚBLICO tome as devidas providências, no sentido de obrigar o PODER PÚBLICO EXECUTIVO a cumprir a obrigação de fazer, quanto à administração do que restou das Ruínas da Igreja do Abarebebê, voltando a zelar por esse importante PATRIMÔNIO HISTÓRICO E CULTURAL BRASILEIRO, se responsabilizando de fato como TUTOR ESTATAL em relação a sua MANUTENÇÃO, LIMPEZA, VIGILIÂNCIA e correto FUNCIONAMENTO, em benefício da população, dos historiadores e dos turistas que procuram o nosso município em busca de CULTURA e HISTÓRIA.

            “Patrimônio cultural é toda forma de manifestação da cultura de um povo. Pode ser material, imaterial ou ambiental.”

            Para tanto, como fato de prova documental, segue em anexo cópia das fotos do local com as imagens do abandono e do vandalismo cometidos contra o Patrimônio Cultural Brasileiro.

            Atenciosamente,


            MARCELO MARTINS ZWARG
            PRESIDENTE.

            ITAMAR ERNESTO MARTINS ZWARG
            1º SECRETÁRIO.


         www.iez.org.br
            www.iez.net.br
            Institutoernestozwarg.blogspot.com
            www.facebook.com/Institutoernestozwarg
            contato@iez.org.br